Dicas

Maneiras de estimular o desenvolvimento do seu filho

O processo de maturação e desenvolvimento do seu filho é gradativo e leva um tempo. O mais importante é saber que cada criança possui um ritmo só dela. Desta maneira listamos alguns exercícios que você pode fazer com seu filhotinho para estimulá-lo em cada fase, mas sem pressão e exageros, para desenvolvimento motor, social, intelectual e emocional dele.

1 MÊS

Equilibrio:
No primeiro mês deixe seu filhotinho de barriga para baixo em uma superfície plana e firme para que ele tente se apoiar e levantar a cabeça.

6 MESES

Equilíbrio:
Aos 6 meses já pode sentá-lo rodeado de almofadas para começar a sentar sozinho. A partir dessa idade deixar as crianças se movimentarem é fundamental para o desenvolvimento motor. Evite pegá-lo tanto no colo nesse período.

Coordenação motora:
Coloque folhas de cores, texturas e tamanhos em volta do bebê e deixe que ele amasse, rasgue, jogue as folhas como desejar.

Interesse por cores, movimentos e vozes:
Brinque com fantoches ou bonecos coloridos imitando vozes e simulando diálogos.

1 ANO

Noção de espaço:
A partir dessa idade pode dar folhas de texturas e cores diferentes, giz de cera, lápis, pincel e tinta guache para seu filhotinho rabiscar e se expressar. Será um exercício muito divertido para ele aprender a segurar o lápis e ter noção de espaço, percebendo o limite da folha para rabiscar.

Cores:
Mais ou menos aos 16 meses já pode começar a dizer os nomes das cores como, por exemplo, “vamos brincar com aquela bola azul?” ou “que linda a sua camiseta amarela.”. Assim seu bebê começará a decorar e identificar o nome das cores.

2 ANOS

Equilíbrio:
A partir de 2 anos já incentive ele a “pular amarelinha” com os dois pés juntos, percebendo os limites de onde o pé pode pisar.

Coordenação motora:
Deixe ele se vestir sozinho e por que não, escolher os próprios lookinhos!? Prefira calças com cós de elástico e sapatos com velcro para ser mais confortável e incentivar ele a se vestir.

Sociabilidade
Incentive que seu filhotinho conviver e interagir com mais pessoas da família além da mamãe e do papai.

Organização:
Nesta idade a criança já pode ajudar a guardar o brinquedo que estava brincando antes de pegar outro, isso ajudará a desenvolver sua concentração e senso de organização.

3 ANOS

Descrever situações e classificá-las em boas ou não:
Faça perguntas como, por exemplo, “O que você aprendeu no colégio hoje?”. Tente perguntas que eles precisem desenvolver mais suas habilidades linguísticas além de darem respostas como “legal, bom, ruim”. Assim eles aprenderão a relatar experiência e aprender a dizer se foram boas ou ruins.


Também conte histórias expressando as emoções dos personagens para que seu filhotinho comece identificar os sentimentos e saber reconhecer e expressar as próprias emoções.

Equilíbrio:
Ajude seu filhotinho a subir escadas colocando um pé por degrau.

Senso de colaboração:
Você pode fazer algumas brincadeiras como definir qual papel vocês (adultos e a criança) terão ou cada criança terá numa brincadeira para todos alcançarem um objetivo final e em comum. Ao fim um pode ajudar o outro caso precisar. O interessante é que a criança experiencie situações em que cada um faça a sua parte e ajude o outro para aprender a importância da colaboração e solidariedade.

4 ANOS

Alfabetização:
É muito importante que desde os primeiros meses seu filho tenha contato com livros de acordo com a faixa etária dele. Por exemplo, aos 6 meses o ideal são livros de borracha, já que o bebê levará eles à boca.
E aos 4 anos você já pode mostrar as letras para ele ir tendo familiaridade com o alfabeto. E fazer uma leitura mais lenta, passando o dedo embaixo de cada palavra que lê.

Equilíbrio:
Lembra da amarelinha? Agora, incentive que seu filhotinho pule com um só pé. Nesta faixa etária também já pode pular corda.

Socialização:
A partir dos 4 anos seu filho buscará conhecer e brincar com outras crianças. Incentive que ele conviva e busque brincar em grupos e tenha diferentes núcleos de amizade.

É muito emocionante acompanhar a evolução e conquistas dos filhotinhos dia após dia. E mesmo que ele não consiga algo em um primeiro momento, o incentivo dos pais é fundamental para eles se sentirem autoconfiantes e seguirem tentando.
Você já fez alguma destas atividades com seu filhotinho?

VEJA TAMBÊM!

A diferença entre cadeirinha, bebê conforto e moisés Paternidade ativa Agosto: o mês de incentivo à amamentação Presente para os avós